Carregando...

Notícias > Polícia - Atualizado em 07/10/2018 - 14:14:57

Eleitores de Bolsonaro levam armas para a cabine de votação, tiram fotos e fazem
Redação

Imprimir está Notícia   Comentar está Notícia   Enviar está Notícia

Eleitores de Jair Bolsonaro, candidato à Presidência da República pelo PSL, estão compartilhando nas redes sociais imagens que configuram crime eleitoral. Após votarem na manhã deste domingo (07 de outubro), data do primeiro turno das eleições 2018, alguns internautas que apoiam o carioca grav aram o momemto em que votaram, o que é um crime eleitoral. Mas não foi só isso: eles também fizeram essas imagens enquanto portavam armas de fogo.

Em um dos vídeos mais compartilhadas, um eleitor que não se identifica aperta as teclas da urna usando um revólver, inclusive a tecla confirma - após digitar o número do candidato do PSL.

Em outro registro, também feito dentro de uma cabine de votação, o eleitor coloca um revólver sobre a urna. A imagem foi feita numa escola estadual de São João do Meriti, no Rio de Janeiro.

O porte ilegal de armas é crime que pode resultar em detenção de dois a quatro anos para réus primários. Em casos de reincidência, a pena sobe para prisão de quatro a oito anos.

Já entrar com o aparelho celular dentro da cabine eletrônica para registrar o voto é crime eleitoral, com pena de até dois anos de prisão. Ou seja, os eleitores de Bolsonaro, se identificados, terão de responder pelo crime eleitoral e ainda poderão ser presos ou ter a pena ampliada, em caso de condenação, por conta do porte ilegal de armas.


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a comentar está notícia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentário: