Carregando...

Notícias > Política - Atualizado em 19/09/2018 - 15:26:43

Depois da prisão, Beto Richa perde a segunda posição na corrida para o Senado
Paulo Sérgio

Imprimir está Notícia   Comentar está Notícia   Enviar está Notícia

A pesquisa Radar divulgada nesta quarta-feira pela Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná mostra que o ex-governador Beto Richa (PSDB) perdeu mais da metade das intenções de voto para o Senado desde que foi preso pelo Gaeco e caiu para a terceira posição. Se a eleição fosse hoje, indica a pesquisa, Richa não seria eleito, perdendo a vaga para o ex-senador Flávio Arns, que assumiu a segunda posição.

Agora, Roberto Requião (MDB) tem 31,2% e Flávio Arns (Rede), 16,5%. Richa, que tinha 29% na pesquisa anterior, desceu para 13,1%. Está empatado com Alex Canziani, do PTB, com 13%. Professor Oriovisto (Podemos) subiu de 3,9% para 9,5%.

A candidata do PT, Míriam Gonçalves, tem 4,9%. Rodrigo Reis, do PRTB (2,4%), Rodrigo Tomasini (PSol)2,2%, Roselaine Barroso Ferreira (Patri) 2,1%, Nelton Friedrichi (PDT) tem 2% das intenções de voto, Jacque Parmigiani, do PSol, aparece com 1,2%, enquanto Gilson Mezarobba, do PCO, e Zé Boni (PRTB) tem 1% cada.

A pesquisa Radar foi realizada de 14 a 17 de setembro junto a 1.494 entrevistas com margem de erro de 2,6 pontos percentuais para mais ou para menos e intervalo de confiança de 95,5%. A pesquisa foi contratada pela Associação dos Jornais Diários do Interior do Paraná (ADI) e está registrada sob o número PR-05041/2018.

Fonte: Bem Paraná


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a comentar está notícia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentário: