Carregando...

Notícias > Política - Atualizado em 14/09/2018 - 20:26:06

Justiça converte prisão em preventiva e Beto Richa vai continuar preso
Redação

Imprimir está Notícia   Comentar está Notícia   Enviar está Notícia

O ex-governador Beto Richa (PSDB) e outros nove investigado na Operação Rádio Patrulha tiveram a prisão preventiva decretada pela Justiça nesta sexta-feira (14). Com a decisão, não há mais data para que Richa deixe a prisão.

Richa está preso desde terça-feira (11), alvo de operação do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Paraná (MP-PR), que investiga indícios de direcionamento de licitação para beneficiar empresários e pagamento de propina a agentes públicos, além de lavagem de dinheiro e obstrução da Justiça no programa Patrulha do Campo.

 

A esposa do governador, Fernanda Richa, também está presa no Regimento da Polícia Montada, no bairro Tarumã. A prisão dela, porém, segue sendo preventiva e se encerra neste sábado (15).

 

Durante a tarde, Richa pediu liberdade ao ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A defesa do tucano alega que a prisão temporária imposta pela 13.ª Vara Criminal de Curitiba é, na verdade, uma condução coercitiva. Por 6 votos a 5, em junho deste ano, os ministros do STF vetaram a condução coercitiva para interrogatório.


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a comentar está notícia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentário: