Carregando...

Notícias > Cianorte - Atualizado em 20/03/2018 - 08:20:16

Movimento pela duplicação da PR-323 consegue 5 mil assinaturas
Redação

Imprimir está Notícia   Comentar está Notícia   Enviar está Notícia

O Movimento Pela Duplicação da Rodovia PR-323, criado no final de 2016, conseguiu arrecadar, nos últimos 11 dias, mais de 5 mil assinaturas pedindo ao governo do Estado o início imediato das obras. O abaixo-assinado foi apresentado à população em estande montado na Expo-Umuarama e deve continuar a circular nos próximos dias.

De acordo com o engenheiro Sergio Frederico, presidente do grupo, trata-se de um grande passo na concretização do objetivo de duplicar a famosa “Rodovia da Morte”, já que milhares de pessoas conheceram o trabalho idealizado pelo movimento.

“Expusemos nosso propósito e organização para milhares de pessoas que passaram em frente nosso estande. Recebemos a visita de lideranças políticas e de pré-candidatos a governador do Estado, que viram o quanto estamos organizados e não estamos brincando. Isso resultou em compromisso firmado, registrado pela imprensa”, analisa.

O estande, compartilhado pela Aciu, contou com o patrocínio de diversas empresas e instituições que entendem e apoiam a luta pela duplicação da 323. “O apoio que recebemos das pessoas foi realmente de muito valor. A indignação é geral e todos esperam que uma atitude real seja tomada, sem falsas promessas, sem utilizar nossa luta como palanque. Estamos atentos a isso, focados e determinados em nosso objetivo, que é a duplicação da rodovia PR-323”, afirma.

Luta continua

Agora, após o trabalho realizado na Expo-Umuarama, o grupo deve agir em várias frentes, estabelecendo estratégias para atingir o máximo possível de pessoas.

“Vamos contar com o apoio das igrejas católicas e evangélicas, pretendemos montar pontos de coleta de assinaturas em frente a supermercados, em praças e vias movimentadas, feiras, eventos, enfim, precisamos do apoio de todas as pessoas para pressionarmos o governo para que volte seus olhos para o Noroeste do Paraná, região produtiva e de destaque, mas que pouca atenção recebe”, pontua Frederico.

Fonte:O Bemdito


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a comentar está notícia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentário: