Carregando...

Notcias > Polcia - Atualizado em 21/07/2021 - 11:42:56

Homem engole pedra de crack durante abordagem em Cianorte
Silva JR

Imprimir est Notcia   Comentar est Notcia   Enviar est Notcia

Na noite de ontem (20) desta terça-feira (20), as equipes da ROTAM da 5ª CIPM realizavam patrulhamento pela Rua Washington Luiz (Vila 7), e passando de fronte a uma residência foi percebido um homem em atitudes suspeitas no quintal.

O que vale ressaltar é que, este domicílio foi denunciado nos últimos dias como ponto de venda do entorpecente conhecido como “crack”, onde informaram que a movimentação de usuários acentuou-se muito nas últimas noites, delataram ainda que a pessoa, ora monitorada, para não ser flagrado com entorpecentes adquiriu o hábito de manter o crack, em pedra bruta, apenas envolvido por um plástico, na região das nádegas, deixando apenas uma ou duas pedras embaladas em papel alumínio para fornecer de imediato aos usuários que o procuram na sua casa.

Efetuando esse tipo de rotina já havia passado despercebido em diversas abordagens e quando localizado uma das pedras se apresentava como usuário, sempre atendendo nos cômodos que ficam no fundo do quintal, onde não há energia elétrica, proporcionando ficar escondido na escuridão e visão privilegiada para a prática do tráfico.

Diante de tais denúncias, passando pelo local e avistando um homem em atitudes suspeitas no fundo da residência foi realizado contato e identificado tal pessoa como o alvo das denúncias, que foi de imediato informado sobre as denúncias que recaem sobre sua pessoa e sobre sua residência, tendo, embora sob monitoramento eletrônico, negado qualquer tipo de envolvimento com situações delituosas, porém, para extinguir qualquer dúvida com relação a denúncia apresentava, sem qualquer tipo de coação autorizou a entrada e permanência das equipes em sua residência onde foi alvo de buscas relacionadas às informações recebidas.

Depois do consentimento foram iniciadas as verificações no imóvel e encontrado em uma espécie de quarto um prato com vestígios de fracionamento de “crack”, onde também foi localizado uma pedra de tal entorpecente já embalada em papel alumínio, tipicamente pronta para a comercialização, porém, o imóvel está repleto de lixo em todos os cômodos, entre os mais diversos tipos de materiais haviam roupas, móveis quebrados e muito lixo orgânico, facilitando assim a ocultação de porções pequenas de drogas, em seguida foi também encontrado a quantia de R$ 337,00 (trezentos e trinta e sete reais) em notas trocadas, em sua carteira pessoal, cuja procedência o abordado não soube declarar, pois não possui emprego fixo ou renda comprobatória, suspeitando-se assim que tal dinheiro seria fruto do tráfico.

Diante da localização do entorpecente fracionado e do dinheiro sem origem comprovada, à princípio, tanto que o suspeito não sabia ao certo o valor que trazia consigo, as buscas foram direcionadas à sua pessoa pois, conforme denúncia já relatada, ele tem o costume de trazer escondido nas partes íntimas maior parte da droga, ocasião em que, ao ser convidado a realizar uma revista minuciosa se apresentou mais nervoso e agitado do que vinha se comportando, ora colaborativo em todas as ações.

Ao realizar o procedimento de agachamento ficou claro de que o homem escondia algo nas nádegas, pois dizia não conseguir abaixar, porém, em determinado momento levou sua mão na região anal e jogou algo em sua boca e engoliu, deixando uma embalagem plástica na mão, sendo percebido a ingestão de uma pedra de relativo tamanho em estado bruto ora engolida. Ao ser questionado sobre o que havia ingerido confessou ter colocado em sua boca uma pedra de crack que não sabe o peso, porém, demonstrou pelas mãos ser uma porção com algumas gramas.

Ainda na residência foram encontrados 03 aparelhos celulares, um aparador de pelos da marca Agratto com kit e uma serra tipo Makita da marca Marble, que ele disse não lhe pertencer, fingindo nem saber que estavam na sua casa, muito provavelmente moeda de troca realizada pelos usuários.

Quanto aos celulares, informou o suspeito serem de sua propriedade, porém, não fornecia o acesso para consulta do IMEI dos aparelhos, gerando ainda maior suspeição de que um dos aparelhos fosse de sua propriedade e apresente conteúdo relacionado à prática do tráfico de drogas e os demais, pelas imagens em tela, possivelmente de usuários que mantinham vínculo no local.

Ao fim das buscas foi constatado a veracidade da denúncia, que subsidiou as ações policiais e resultou na apreensão do entorpecente, dinheiro de origem duvidosa e material relacionado à prática do tráfico (celulares e objetos como moeda de troca), sendo assim, o homem, (45 anos) ciente da ilicitude cometida pois, conforme registro em vídeo realizado no local da abordagem em que confirma a ingestão da droga para tentar se esquivar da responsabilidade criminal, recebeu voz de prisão e ciente de seus direitos constitucionais, de imediato foi encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) para que, além da elaboração do laudo de lesões corporais fosse submetido a avaliação médica relacionada à ingestão da droga, sendo avaliado e encaminhado ao hospital Santa Casa de Cianorte para demais procedimentos médicos a fim de, se possível retirada do material ingerido, amenizar o efeito do entorpecente e neutralizar possível caso de overdose.

Na sequência, com os materiais já descritos foi encaminhado à 21ª SDP e apresentado à autoridade competente onde fica à disposição dos procedimentos da polícia judiciária, ficando também a disposição do delegado de plantão e poder judiciário o registro em que o homem preso confessa a ingestão da droga.


Comentrios


Nenhum comentrio, seja o primeiro a comentar est notcia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentrio: