Carregando...

Notícias > Paraná - Atualizado em 31/03/2020 - 10:52:47

Crise do coronavírus derruba mercado de chocolates a poucos dias da Páscoa
Silva JR

Imprimir está Notícia   Comentar está Notícia   Enviar está Notícia

Entre as empresas que trabalham com o comércio de chocolates, a expectativa era grande para a Páscoa deste ano. Com a economia brasileira finalmente dando sinais de recuperação, a previsão era de uma Páscoa gorda, bem recheada. Mas aí veio a crise do coronavírus e o que era para ser uma época de lucro e fartura acabou se tornando um período de dificuldade e prejuízo. A Páscoa neste ano cai no dia 12 de abril.

Proprietário de duas lojas da Cacau Show, localizadas no Shopping Água Verde e na Rua Padre Anchieta, no Bigorrilho, Erlon Ribas comenta que a expectativa era que esta fosse a melhor Páscoa dos últimos 10 anos. Selma Fuhrmann, da Fábrica de Chocolates Dfuhrmann, revela ainda que a expectativa era de alta de 15% nas vendas relacionadas à data festiva. Agora, já se prepara para uma perda de até 40%.

“A gente estava com uma boa expectativa e contratamos pessoas, porque a demanda é muito grande na Páscoa. Mas com toda essa situação tivemos de dispensar pessoas, nos reinventar, literalmente”, diz Ribas. “Tivemos que nos adaptar muito rápido e em um momento em que as máquinas deveriam estar funcionando a todo vapor. Equipe de produção e embalagem entraram em férias coletivas. 80% da mercadoria de Páscoa está pronta, tudo certo para entrar nas lojas”, complementa Fuhrmann.


Comentários


Nenhum comentário, seja o primeiro a comentar está notícia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentário: