Carregando...

Notcias > Paran - Atualizado em 30/11/2018 - 09:31:26

Cão policial 'Apolo' morreu em Maringá
Silva JR

Imprimir est Notcia   Comentar est Notcia   Enviar est Notcia

Morreu em Maringá o cão policial &39;Apolo&39;, que serviu durante quase dez anos como Cão de Patrulha e Choque.

(Nota de Pesar)

É com imenso pesar que o Comando do 4º Batalhão anuncia o falecimento do cão &39;Apolo&39;, da raça Rottweiller, pioneiro do Canil do 4º Batalhão.

Doado à Polícia Militar no ano de 2004, juntamente com outro cão &39;Thor&39;, ambos da mesma raça, foram os pioneiros da equipe de operações com cães do 4º BPM.

O cão &39;Apolo&39; serviu durante quase dez anos como Cão de Patrulha e Choque, auxiliando em inúmeras ações e operações policiais militares, sendo considerado um dos mais eficientes animais já empregados em missões policiais.

Por meio de um treinamento desenvolvido constantemente, &39;Apolo&39; era um cão extremamente disciplinado e ativo. Ensinado a neutralizar qualquer suspeito por ordem do seu condutor, sempre foi eficiente no cumprimento das determinações que recebia, conquistando êxito em absolutamente todas as situações em que foi empregado.

Sua mordida forte imediatamente cessava qualquer perigo iminente ao seu condutor ou demais policiais, pois os suspeitos por ele atacados não expressavam qualquer reação que não fosse a de desistência do seu intento criminoso.

Ao mesmo tempo que sua presença impactava pela imponência da sua estrutura e obediência, &39;Apolo&39; ganhou fama por figurar em apresentações de Show Dog, emocionando todos os espectadores, desde crianças, adolescentes, adultos e idosos.

 

Desde a sua aposentadoria, o cão &39;Apolo&39; residia com a família do policial militar que o conduzia em serviço e que o treinou desde a sua chegada, o 2º Sgt. Marcio Roberto Barbieri. A ligação entre Apolo e o Sargento Barbieri era tamanha, que o miliciano ostenta a imagem do cão tatuada em seu corpo há anos. O convívio familiar seguramente prolongou a vida do animal, pois era tratado como membro da família do sargento, que hoje chora a sua partida.

A família do 4º Batalhão se solidariza com o Sargento Barbieri e seus entes. Como prova de apreço e agradecimento por toda a devoção deste cão para com a comunidade de Maringá e região, às 14h30min realizaremos uma homenagem ao nobre animal que será apresentado em uma urna fúnebre.

Após o merecido cerimonial, &39;Apolo&39; será cremado e suas cinzas permanecerão com a sua família.

Cap. Alexandro Marcolino Gomes

Oficial de Comunicação Social do 4º Batalhão

As informações são do portal Plantão Maringá.


Comentrios


Nenhum comentrio, seja o primeiro a comentar est notcia!

Nome Completo:
E-mail:
Comentrio: