Notícias > Paraná - Atualizado em 10/07/2018 - 15:59:17
Sucuri gigante é encontrada por pescadores na beira do Rio Paraná

Fabio Guaitá, proprietário de um restaurante em Umuarama e pescador aos finais de semana, enviou um vídeo às redes sociais mostrando uma sucuri gigante que foi encontrada na pescaria do último domingo (8) no Porto Camargo.

Desta vez não foi história de pescador não. Ele e o amigo vidraceiro Antônio Marcos registraram e, durante todo o tempo na gravação, comentavam sobre o feito.

A sucuri gigante foi encontrada à beira do rio Paraná, logo abaixo da Ilha do Jacaré, lugar onde eles deixaram uma ceva.

O empresário revelou também que aquela não foi a primeira vez que se deparou com o bicho. “Tenho algumas fotos no meu Facebook de 2013 e acho que é a mesma cobra”, aponta Fábio.

Durante o vídeo ele e o colega pescador não se aproximam muito da cobra por medo de um ataque. Segundo o pescador, a cobra deve ter entre 5 e 6 metros de comprimento. “Ela é da grossura de uma perna (coxa)”, se refere à espessura do corpo do réptil.

Algumas espécies de sucuris chegam a medir mais de 11 metros e estes animais vivem geralmente perto de córregos, rios e lagos. Apesar de não serem ágeis em ambiente terrestre, elas são muito rápidas dentro d’água podendo ficar até 30 minutos sem respirar.

Possuem hábitos noturnos. Durante a caçada espreitam a vítima até o bote.

Não venenosas

As sucuris não são venenosas, pois não possuem dentes inoculadores de veneno, mas sua mordida é forte o bastante para atordoar a presa que rapidamente é envolvida pela musculatura forte e robusta da serpente.

Utilizam esta tática em animais que se aproximam dos corpos d’água para beber, surpreendendo sua presa em potencial dando o bote e matando-a por constrição e afogamento.

Na dieta das sucuris é possível encontrar diversos vertebrados, como por exemplo: peixes, rãs, lagartos, jacarés, aves e roedores.

São cobras vivíparas, podendo parir mais de 50 filhotes numa gestação de oito meses, com tamanhos entre 60 cm e um metro de comprimento. As fêmeas são maiores que os machos, atingindo maturidade sexual por volta dos seis anos de idade. De modo geral, as espécies de sucuri podem viver por até 30 anos.